Transformação Digital: peça-chave para a evolução do agronegócio

by egomes 0 Comments
Transformação Digital: peça-chave para  a evolução do agronegócio
Fábia Bem
por Fábia Bem,
diretora da Indústria de Agronegócio da Imagem.

Mesmo diante à crise econômica, a participação do agronegócio na economia do Brasil tem crescido exponencialmente. Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, hoje o setor corresponde a 21% do PIB nacional, o equivalente a um quarto da economia nacional e 50% do volume de exportações do Brasil.

A importância do desenvolvimento do agronegócio brasileiro, onde a inovação tecnológica é imprescindível, é mensurável. De acordo com uma análise bianual do Instituto Francês de Estudos Demográficos (Ined), até 2050, é esperado que a população do planeta alcance 10 bilhões de pessoas. Considerando que o território é finito, para que não faltem alimentos no mundo será necessário produzir uma quantidade elevada nos próximos anos para atender a demanda. O Brasil é um dos únicos países do mundo que ainda possui área de expansão do agronegócio sem prejudicar o meio ambiente. O governo atual tem reforçado nosso papel de fornecimento de alimentos ao mundo e ao mesmo tempo conscientizado em eventos internacionais que não deixamos e deixaremos de cumprir com nossa responsabilidade ambiental.

Mas para alcançar tais objetivos, será preciso enfrentar uma nova jornada: a chamada Transformação Digital. Big Data, Cloud Computing, Telemetria, Agricultura e Silvicultura de Precisão, Integração de Sensores, Mobilidade e alta disponibilidade de dados, estão cada vez mais presentes no dia a dia do agronegócio, desafiando o setor a repensar o modelo de atuação atual.

Para se adequar à nova economia digital, transformando processos e modelos de negócio, e mantendo a competitividade em mercados internacionais, empresários iniciaram uma busca frenética por tecnologias que os auxiliassem a conectar pessoas, realizar análises avançadas, compartilhar informações e empoderar os usuários com aplicativos que revolucionam sua maneira de trabalhar.

A partir dessas tecnologias, é possível, por exemplo, controlar em tempo real e em qualquer lugar, todas as informações referentes às propriedades rurais. Elas auxiliam ainda na gestão das áreas de produção, trazendo informações de variáveis climáticas e o risco envolvido, como a quantidade de chuvas, a temperatura, a erosão do solo, fazendo uma análise detalhada desses dados, de maneira sólida e estruturada, contribuindo significativamente para manejar a produtividade.

Seguindo o mesmo propósito de inovação, a adoção da mobilidade também deve ser considerada como um fator primordial para o crescimento estruturado, uma vez que o uso de dispositivos móveis integrados a uma plataforma tecnológica baseada em informações precisas, integradas e atualizadas promove uma gestão mais inteligente e eficiente das operações. E se antes a qualidade da conexão de internet era um limitante tecnológico para adoção, novas tecnologias já estão disponíveis para sanar tal problema.

Com o uso de uma Plataforma de Integração Tecnológica, aliado a inteligência geográfica, é possível facilitar a gestão do agronegócio, provendo acesso a mapas temáticos, painéis de controle e aplicativos que facilitam o entendimento, a organização e o acesso a informações de toda a operação do negócio. Isso possibilita traçar estratégias capazes de propiciar o aumento da produção, da rentabilidade e uma melhor qualidade dos produtos, ao identificar qual área há mais ou menos potencial ou risco para produção, a existência de pragas, doenças e plantas daninhas, custos de logística, monitoramento de maquinário, e todo o gerenciamento dos ativos ambientais, apoiados pelos processos regulatórios do Código Florestal Brasileiro.

Outro sinal que vivemos uma evolução tecnológica no Agronegócio é o aumento no número de empresas start-ups, as Agtechs, com soluções atendendo nichos específicos de mercado. Somente a integração destas soluções garantirá a gestão única do negócio, unificando e disponibilizando tais informações em uma plataforma de integração tecnológica.

Assim, temos um papel fundamental para abastecer o mundo, sermos ambientalmente conscientes, e a Transformação Digital é a grande chave para cumprimos nossa missão. Precisamos transformar dados em ação, na velocidade que o agronegócio precisa para continuar seguindo neste desenvolvimento contínuo.

Saiba mais sobre a Transformação Digital no Agronegócio

Leave a reply