A análise espacial e a ciência de dados alimentam as transformações em uma era de conexão.

Atualmente, mais de 2,5 bilhões de gigabytes de dados são gerados diariamente. Isso equivale a 250.000 vezes todo o material de referência disponível na Biblioteca do Congresso dos EUA. E a compreensão desses dados em uma análise espacial pode gerar incontáveis benefícios.

Os dados geoespaciais sempre foram utilizados nas empresas, tanto para descobrir oportunidades como para aumentar a produtividade, tornando-se enriquecedor devido à variedade, amplitude e velocidade dos dados disponíveis.

análise espacial

A análise espacial traz um contexto indispensável, desde os hábitos de compra dos clientes até o gerenciamento da cadeia de suprimentos, e o planejamento do mercado através de rastreamentos competitivos para a otimização operacional.

Essas análises revelam padrões, conexões, oportunidades e riscos difíceis de decifrar de outra forma. Na atualidade, estamos conectados à bilhões de dispositivos, produtos, ativos e dados na Internet. A inteligência geográfica se torna, portanto, crucial para a resolução de problemas e a capacidade de tomada de decisão.

Estudos realizados pela McKinsey demonstram que a rapidez e expansão de sensores baseados em geolocalização, está permitindo a “Internet das Coisas” impactar a economia de mais de US $ 11 trilhões por ano até 2025.

Devido à enorme quantidade de dados disponíveis online, qualquer local pode conter dezenas de dados relacionados a ele. Esses dados podem incluir informações sobre atividades gerais (construção, transporte, educação e crime), além das características naturais da localização (qualidade da água, tipo de solo e vegetação).

A justaposição dos conjuntos de dados pode fornecer uma visão única de um local, permitindo que você analise e mapeie padrões e relacionamentos, entendendo melhor seu potencial.

Outros conjuntos de dados abrangem amplas áreas de aplicação local como previsões meteorológicas, relatórios de culturas e o movimento de navios de carga em todo o mundo.

À medida o mundo se torna mais inter-relacionado, o impacto resultante de um evento, natural ou criado pelo homem, em um local, pode se manifestar de maneira totalmente diferente em outra região.

A análise espacial possibilita tomar decisões mais assertivas

Por exemplo, um tufão no Mar da China Meridional pode interromper os embarques para os Estados Unidos e, posteriormente, afetar a cadeia de suprimentos e as vendas de varejo potenciais. No entanto, a maior disponibilidade de dados em tempo real possibilita tomar decisões assertivas, com ações rápidas e decisivas, minimizando o impacto dessas ocorrências.

A coleta diária de dados baseados em localização vem de uma grande variedade de fontes e é usada de muitas maneiras. Por exemplo, a carga é rastreada desde sua origem até seu destino para certificar-se de que adere ao seu cronograma de entrega esperado. Se esta carga é um carregamento de produtos, podem ser instalados sensores que monitoram as temperaturas para ter certeza de que as frutas e vegetais estão frescas quando são abastecidas nas prateleiras da mercearia.

Na Nova Zelândia, toda a cadeia de suprimentos de um grande conjunto de fazendas leiteiras é gerenciada com dados de localização. Isso se estende desde o cuidado dos rebanhos de gado no campo até a produção de produtos lácteos e sua distribuição.

Grande quantidade de dados são coletados a cada transação de cartão de crédito e postagem de mídia social. Analisar e mapear estas informações pode permitir aos varejistas prever com precisão os hábitos dos compradores, desde a escolha da pasta de dente até a marca e modelo do automóvel, bem como a frequência em que o veículo é reparado ou substituído.

Campanhas de marketing que visam grupos de consumidores específicos, podem ser criadas usando esses dados e enviadas aos consumidores através de dispositivos móveis quando se determina que uma compra pode ser iminente.

Empresas que coletam e analisam conteúdo de redes sociais podem prever com precisão padrões, tendências e conexões entre indivíduos, particularmente devido a existência de elementos temporais nos dados. A combinação desta informação com a inteligência locacional pode ajudar as empresas a desenvolver campanhas regionais econômicas.

Aplicação ao varejo

Para um grande varejista dos EUA que opera em quase em todos os 50 estados, a conversão de análises espaciais em mapas e visualizações interativas fornece informações sobre clientes atuais e potenciais em cada mercado local. Apresentar dados espaciais ajuda as partes interessadas a entender não apenas o que aconteceu, mas também onde e em que contexto.

O mapeamento interno é outra área que se expande no ambiente varejista. Os diagramas estáticos tradicionais de diferentes pisos ou níveis dentro de um centro comercial estão sendo substituídos por mapas inteligentes dinâmicos e interativos, que fornecem direções precisas para os smartphones dos compradores que procuram uma loja, produto ou venda específica.

Mesmo os nossos movimentos dentro de um edifício podem ser rastreados e analisados para determinar o fluxo de tráfego. Esses dados podem ajudar a otimizar o uso de um prédio ou fornecer um revendedor com informações sobre posicionamento de produtos e tendências de compra.

De forma mais ampla, o mapeamento baseado em localização em tempo real cria uma estrutura para de conexão global. Essa conectividade e a visão resultante podem nos dotar de grandes oportunidades para melhorar a qualidade de vida das pessoas e aumentar o conhecimento científico sobre nosso planeta e além.

Exemplos do impacto na tomada de decisões com base em análise espacial estão em toda parte:

  • Em Madagascar, a análise e o mapeamento dos dados de localização são usados para melhorar as rotas do caminho e a distribuição de alimentos de emergência.
  • Usando modelos baseados em terra, cientistas de dados estão otimizando trilhos de veículos para futura exploração e habitação de Marte.
  • O mapeamento baseado em localização é usado para melhorar as rotas de transporte, o que reduz os custos e diminui a poluição, tendo um resultado positivo nas mudanças climáticas.

Tudo acontece em algum lugar, isso é lógico e exato. Mas se não for compreendida, no caso do mundo dos negócios, pode-se ter efeito maior, já que no momento o mapeamento e a ciência dos dados estão fornecendo novas capacidades analíticas, que podem revelar padrões e relacionamentos escondidos, criar novas eficiências e aumentar a produtividade e o potencial.

Os mapas interativos atuais, orientados pela análise espacial e a conscientização em tempo real, são a ciência do onde. E cada vez mais, também é a ciência do comércio.

(Fonte: Forbes – The Importance Of Applying Spatial Analytics In Business)