A Nespresso é conhecida mundialmente por seus cafés premium de cápsula. A dedicação da empresa e o investimento na consistência do sabor do café são considerados os pontos-chave para a fidelidade do cliente.

No entanto, o café é uma cultura delicada e altamente dependente de ecossistemas saudáveis. Para a Nespresso, agir hoje para evitar os perigos de amanhã é uma questão de boa cidadania e de sustentabilidade do negócio.

“A sustentabilidade está realmente no centro do nosso negócio. É um imperativo para o sucesso de nossos negócios a longo prazo. Há estudos dizendo que em 2050 o café arábica pode não estar mais disponível em alguns países se não fizermos nada agora.”

– explica Yann De Pietro,
Gerente de Tecnologia de Operações
e Sustentabilidade.

A empresa está trabalhando para combater esse declínio, para que a vantagem competitiva da Nespresso permaneça forte por muito tempo no futuro.

A Nespresso fez a escolha de integrar esses desafios em seu processo de tomada de decisão e de agir sobre eles por meio de programas de sustentabilidade. Esses programas ajudam a converter passivos em oportunidades de negócio, ao mesmo tempo em que apoiam os agricultores e as comunidades que cultivam café.

Uma abordagem mais inteligente para o agronegócio

Há 15 anos, a Nespresso trabalhava com cerca de 300 agricultores e hoje são mais de 100.000 agricultores em 13 países. Em 2003, a empresa lançou seu Programa de Qualidade em Sustentabilidade AAA da Nespresso, em parceria com a Rainforest Alliance.

O programa possui duas convicções:

  1. O café de alta qualidade e a sustentabilidade das comunidades agrícolas estão interligados;

  2. Somente construindo confiança e relações duradouras com os produtores de café, a Nespresso fará uma diferença positiva.

A empresa apoia a implementação de práticas agrícolas sustentáveis em fazendas, investindo em assistência técnica, pagando prêmios diretamente aos cafeicultores e ajudando a financiar melhorias na infraestrutura.

O cliente sempre informado com a ajuda de mapas

A Nespresso comunica seu trabalho de sustentabilidade aos clientes com a ajuda da tecnologia da Location Intelligence.

“Quando precisamos explicar algo para os clientes, um mapa é muito mais explicativo do que um relatório”

– diz Yann De Pietro, da Nespresso.

O painel de sustentabilidade da empresa apresenta informações como a localização das fazendas apoiadas pela Nespresso, os perfis dos agricultores e as datas em que as fazendas foram visitadas pela última vez por um agrônomo da Nespresso.

“Podemos dizer que trabalhamos com 100.000 agricultores no mundo, mas se as pessoas não o veem, muitas vezes não acreditam. Essa é a grande vitória que temos com o GIS. É compartilhar, comunicar e fazer as pessoas entenderem.”

– diz De Pietro.


Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

Veja também:

Agricultura moderna: conheça o conceito de fazendas inteligentes

ArcGIS 10.7: O maior lançamento da Esri está chegando no Brasil!

Geocodificação na operacionalização de negócios


Como parte desse esforço, a empresa investiu em uma rede de mais de 450 agrônomos especialistas, que fornecem aos cafeicultores assistência técnica e treinamentos sobre práticas como poda, renovação de safras, tratamento justo dos trabalhadores, uso da água e conservação da biodiversidade, e tudo possibilita certificações da indústria para os agricultores.

Por meio do programa AAA, a Nespresso investe aproximadamente 35 milhões de dólares por ano em assistência técnica e prêmios pagos aos agricultores pelo café de qualidade.

O programa educacional é gratuito para os agricultores e não exige que eles vendam para a Nespresso, explica De Pietro. Mas, os benefícios para cada lado ajudam a criar relacionamentos duradouros e lealdade.

A Nespresso tem uma meta declarada publicamente de adquirir 100% de seu café da linha “permanent range”, que é a linha mais proeminente de cápsulas de café da marca, de produtores AAA até o ano 2020.

Em 2017, a empresa comprou aproximadamente 90% de seus grãos desses agricultores.

Progresso através da transformação digital

Hoje, a Nespresso está usando a tecnologia de Location Intelligence para construir uma visão abrangente das operações agrícolas e acessibilidade entre as regiões.

Embora o programa de sustentabilidade esteja em vigor há anos, resultados recentes se destacaram devido aos avanços na tecnologia digital.

“A transformação digital é uma mudança fundamental para a sustentabilidade na Nespresso. Queremos alcançar o máximo de impacto positivo, por isso precisamos das ferramentas para nos ajudar a obter o máximo dos nossos esforços.”

– diz De Pietro.

No balanço, os resultados se mostram promissores. Quando a Nestlé anunciou seus resultados de 2017, destacou o crescimento da Nespresso em todo o mundo.

No centro da transformação digital da Nespresso está a Location Intelligence

A empresa construiu um sistema robusto de monitoramento e avaliação usando tecnologia digital avançada que registra, mapeia e compartilha dados sobre fazendas, fazendeiros e plantações de café.

Isso revela o impacto do programa AAA, bem como o status de cada fazenda, incluindo seus objetivos, conquistas e desempenho.

A plataforma digital, que usa o GIS (Sistema de Informações de Geográficas para análise de dados, também revela insights sobre a forma como os agricultores entregam os grãos de café nas usinas centrais, um fator de absoluta importância na produtividade e eficiência da cadeia de suprimentos.

Usando a localização para identificar novas oportunidades para os agricultores

Um dos objetivos de De Pietro é ajudar os agricultores a colocar sua safra no mercado com mais eficiência. Uma análise recente na Colômbia exemplifica como a Location Intelligence pode criar vantagem comercial para a empresa e seus parceiros.

A análise de localização revelou que os agricultores levavam os grãos nas usinas, muitas delas perto de suas fazendas, com menos frequência do que o projetado.

De Pietro buscou respostas com a tecnologia GIS para entender esses padrões de comportamento. O que foi descoberto foi o forte efeito da topografia no time-to-market.

Com mapas básicos, a equipe poderia calcular a distância entre fazendeiros e usinas. Mas, apenas com inteligência sofisticada de localização eles poderiam entender as verdadeiras distâncias de viagem para cada usina central.

Aplicando uma análise semelhante aos agrônomos que visitam as fazendas AAA da Nespresso, De Pietro e a equipe encontraram um padrão parecido.

A análise revelou áreas onde o terreno exigia longas viagens pelas montanhas para chegar a certas fazendas, tornando impraticáveis as visitas frequentes.

Para uma empresa que trabalha com 100.000 agricultores, ter um mecanismo digital para fornecer esse tipo de inteligência é crucial.

Em ambos os casos, a Location Intelligence apontou o caminho para melhores práticas de negócios e sustentabilidade.

Se as usinas estivessem mais centralizadas, os agricultores poderiam levar o café mais rapidamente ao mercado. E quando os agrônomos conseguem chegar mais rápido às fazendas, eles podem tornar possível que 100% do café da Nespresso seja proveniente de agricultores sustentáveis.

O futuro da sustentabilidade para a Nespresso

Não há dúvida de que o uso da Location Intelligence para esclarecer os detalhes da cafeicultura no dia a dia coloca a Nespresso à frente de seus concorrentes.

Examinando e ajustando locais para os agricultores, a empresa otimiza o tempo e aumenta a produtividade.

Com mais tempo disponível, a capacitação e o planejamento estratégico ganham maior atenção, o que pode ser essencial para sustentar as lavouras de café no futuro, mantendo as práticas agrícolas sustentáveis.


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: