Descubra como uma das maiores empresas de serviços públicos dos Estados Unidos usa o GIS para mapear ameaças de segurança em suas instalações.

Um convite a colaboração que fortalece a segurança corporativa.

Conteúdo adaptado de Matt Piper e Steve Marshburn da Esri.

Quando Amy Barron subiu ao palco de uma cúpula interna de 2021 da Duke Energy – uma das maiores empresas de serviços públicos dos Estados Unidos – ela lançou um ambicioso apelo à colaboração.

Veterana de 14 anos da empresa, Barron lidera a equipe de sistema de informações geográficas (GIS) que dá suporte à entrega de clientes nas Carolina do Norte e do Sul. No palco, ela disse que os mapas inteligentes baseados em GIS usados em toda a Duke Energy foram apenas um começo. Se usada estrategicamente, a tecnologia poderia fornecer um contexto geográfico mais profundo, conhecido como inteligência de localização, que agilizaria os fluxos de trabalho e melhoraria a tomada de decisões.

Na plateia daquele dia estava Jason Haden, gerente do Enterprise Security Command Center da Duke Energy, que monitora as instalações da concessionária 24/7/365. Haden vinha pensando em maneiras de unir recursos entre outras operações de segurança na Duke Energy, incluindo segurança cibernética, conformidade e inteligência de ameaças.

O discurso de Barron ressaltou que a geografia pode ser o terreno comum para essas parcerias, disse Haden. “Por causa das fusões ao longo dos anos, havia muitas coisas sobre elementos de segurança e recursos de segurança que eram díspares em nossa área de cobertura de sete estados. A pergunta era: como unificar isso?” Haden disse. “Depois de ouvir Amy falar sobre a unificação do SIG, eu fiquei tipo, ‘Temos que fazer isso’.”

Visão da planta localizada em Mooresboro na Carolina do Norte (Condado de Cleveland) da Duke Energy.

Colaboração baseada no poder da localização

Não foi a primeira vez que a equipe de GIS da Duke Energy colaborou com a equipe de segurança física da empresa. Haden já havia trabalhado com o analista sênior de GIS Garrett McKinney e o analista líder de inteligência Forrest Kelley para criar um Portal de Conscientização de Ameaças alimentado por GIS. O painel GIS revela dados criminais, um feed ao vivo de incidentes marcados por localização e outros pontos de dados importantes. O Portal de Conscientização de Ameaças é um hub de informações que cada divisão de segurança pode adaptar às suas necessidades.

Mas o potencial unificador da inteligência de localização foi além. Quando Haden, McKinney e Kelley viram como os insights do painel eram úteis para suas equipes, eles rapidamente perceberam que as unidades de negócios em toda a empresa também poderiam se beneficiar deles, especialmente os 12.000 funcionários de campo da Duke Energy.

“Com um território tão grande como o nosso, não se pode ver tudo, não se pode saber tudo”, diz Barron. “Mas você pode começar fazendo com que as pessoas compartilhem dados e tenham consciência das coisas que estão vendo e fazendo.”

A equipe de segurança fez parceria com McKinney e outros colegas GIS para dimensionar o Portal de Conscientização de Ameaças para todas as unidades de negócios da empresa. A plataforma orientada por dados agora dá aos funcionários da Duke Energy um novo nível de consciência situacional para fazer chamadas inteligentes sobre segurança.

É um processo que deve muito à influência catalisadora de Barron, que ajudou os colegas a colaborar por meio da inteligência de localização.

 

 

 

“Arriscamos em tentar algo novo e tivemos apoio da liderança e foi bem-sucedido. Continuará a ser bem-sucedido porque continuamos a mostrar o valor do que o SIG pode fazer.” – Amy Barron, Duke Energy

 

 

Insights de segurança revelados pelo GIS

O GIS é parte integrante dos negócios da Duke Energy, graças em parte aos esforços de Barron, que ajuda os colegas a ver sua relevância em vários departamentos, muitas vezes por meio das atividades do GIS Day que ela patrocina. Os líderes da empresa usam tecnologia de localização para monitorar ativos de transmissão, distribuição e gás, bem como segurança.

Como uma das maiores holdings de energia do país, a Duke Energy entende sua responsabilidade de proteger seus ativos e informações e tem uma estratégia de segurança de várias camadas focada na prevenção de eventos cibernéticos e ameaças à infraestrutura crítica. As concessionárias de energia elétrica da companhia atendem mais de 8,2 milhões de clientes em seis estados, e sua unidade de gás natural atende 1,6 milhão de clientes em cinco estados. Enquanto cuidam dessa extensa rede de ativos, trabalhadores de linha e técnicos ocasionalmente se encontram nas proximidades de incidentes contínuos que não estão relacionados ao trabalho da Duke Energy.

Embora esses incidentes não sejam comuns, diz Kelley, qualquer empresa que interaja regularmente com o público pode encontrar esses cenários ocasionalmente. É por isso que a Duke Energy – que vê a segurança como sua principal prioridade – queria dar aos companheiros de equipe no campo o máximo de visibilidade possível de seus arredores.

Assim, Haden e Kelley, com a ajuda de McKinney, expandiram o Portal de Conscientização sobre Ameaças para dar aos trabalhadores uma melhor consciência de seus arredores quando estão em campo. Quando os funcionários acessam o portal, eles veem um mapa exibindo condados codificados por cores para dados históricos de criminalidade, com tons mais escuros sinalizando taxas anuais mais altas de crimes pessoais. Pontos laranjas indicam ameaças de nível inferior, enquanto pontos vermelhos sinalizam um perigo mais sério.

Para contexto adicional, um aplicativo alimentado por IA chamado Dataminr verifica contas de mídia social e outras fontes de dados públicos para fornecer informações em tempo real sobre riscos emergentes, que aparecem no mapa como pontos azuis. Um trabalhador que sai do depósito pode ver rapidamente se uma briga ocorreu naquela manhã no quarteirão onde ele foi designado.

Os líderes de segurança da Duke Energy sentiram que os mapas inteligentes eram a maneira mais eficaz de comunicar os dados e equipar os funcionários.

“Temos dados criminais até o quarteirão da cidade”, diz Kelley. “Você pode realmente visualizar: ‘Estou aqui agora e vou para cá. Tem alguma coisa entre aqui e ali que possa me impactar?'”

Uma plataforma de segurança unificada

Um dos primeiros passos na criação do Portal de Conscientização de Ameaças foi garantir que todos os ativos da empresa – de subestações a milhares de quilômetros de linhas de energia – fossem mapeados com precisão. Isso pode ser um desafio para as organizações que se expandiram por meio de aquisições, já que os dados podem ficar isolados por barreiras organizacionais.

O SIG tende a romper essas barreiras, servindo como fonte autorizada para dados de localização. Os mapas da Duke Energy permitem que os profissionais de segurança avaliem se os relatos de agitação social, crime ou mesmo riscos geopolíticos ocorrem nas proximidades de alguma infraestrutura da concessionária.

“Sempre que temos um evento em desenvolvimento, a primeira coisa que fazemos é pular na plataforma GIS e puxar nossas camadas”, diz Kelley.

Com essas informações em mãos, as equipes de segurança podem emitir atualizações de status para líderes da empresa, autoridades locais ou até mesmo autoridades federais, dependendo do nível de gravidade.

“Temos uma pegada tão grande com milhares de ativos que variam em criticidade”, diz Kelley. “Ficar conectado ao GIS e obter as camadas [do mapa] que têm nossos ativos de geração, transmissão, distribuição e todos os nossos ativos de gás tem sido muito interessante para nós.”

 

 

 

“A maior coisa que aprendi foi me engajar, ter o analista de GIS envolvido em cada passo do caminho… Eles não são os profissionais de segurança, mas o GIS tem muitos dados disponíveis para eles que podem ser muito valiosos.” – Forrest Kelley, Duke Energy

 

 

Como a inteligência de localização dá aos líderes “uma visão geral”

O Portal de Conscientização de Ameaças também permite que Kelley e sua equipe detectem padrões baseados em localização em ameaças de segurança e fortaleçam as defesas de acordo. Por exemplo, a inteligência de localização poderia ajudá-los a rastrear relatos de atividades de um grupo extremista violento, o que poderia levar a Duke Energy a aumentar a segurança perto de um determinado ativo ou área.

Com a ajuda de McKinney, Kelley usou insights de localização para criar um mapa de risco de segurança que informa as decisões executivas. Este mapa inteligente atribui uma pontuação de risco a cada condado onde a Duke Energy opera, analisando as taxas anuais de criminalidade, a presença de funcionários, os ativos e pessoal de segurança e a localização de instalações críticas.

“Em vez de ter que mudar de um aplicativo para outro para ver as diferentes peças, agora é tudo em um quadro geral”, diz McKinney.

O futuro da segurança corporativa

A cultura de segurança da Duke Energy prospera na melhoria contínua, e o próximo passo da equipe é disponibilizar o Portal de Conscientização de Ameaças em dispositivos móveis para que os trabalhadores possam verificar as avaliações de ameaças em campo. Os caminhões da Duke Energy também são habilitados para telemetria, levantando a possibilidade de geofencing estratégico. Esse recurso de GIS enviaria automaticamente um alerta para o telefone de um funcionário quando ele dirige para uma área de alto risco ou um bairro onde um crime ocorreu.

Incidentes no campo são raros, mas quando ocorrem, a inteligência de localização no portal de segurança da Duke Energy dá aos funcionários a consciência situacional de que precisam para responder.

“Acho que é uma das maiores conquistas que teremos feito nos cinco anos desde que estou aqui”, diz Haden sobre a colaboração que deu vida ao aplicativo de segurança. “É uma maneira tangível de que as informações que coletamos e divulgamos estão ajudando toda a empresa Duke Energy.”

Para conhecer outras possibilidades que o Sistema ArcGIS pode oferecer para a sua empresa, acesse aqui.

 

Leia neste artigo

Descubra o poder das soluções

Preencha o formulário para que um especialista Imagem possa encontrar a solução que você precisa.

0 0 votes
Avalie o Artigo
Acompanhe estes comentários
Me avise sobre

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Faça sua busca

Espere,

Separamos as Principais atualizações do ArcGIS para Você!