No último mês a Esri chamou a atenção de toda comunidade de usuários do ArcGIS pelo mundo com o lançamento do Esri 10-Meter Land Cover, que traduzido para o nosso português pode ser entendido como Mapeamento global da cobertura terrestre de 2020.

Este mapeamento inédito foi construído a partir de um modelo de classificação por meio de AI – Deep Learnig.

Para o treinamento da AI foi utilizado um conjunto maciço de dados de bilhões de pixels e o modelo foi aplicado à coleção de cenas Sentinel-2 2020 da Agência Espacial Europeia (ESA), processando mais de 400.000 observações da Terra para produzir o mapeamento.

O modelo foi desenvolvido pelo Impact Observatory e processado no Microsoft Planetry Computer.

Este novo produto já está disponível através dos serviços web do ArcGis Living Atlas e também para download através de um aplicativo web, que você acessa clicando aqui!

Especificações Técnicas

Antes de fazer elogios ou críticas ao produto é importante avaliar e entender o propósito do trabalho, as classificações oferecidas e a acurácia do mapeamento.

Anunciado como um mapa de atualização anual, o Esri 10-Meter Land Cover objetiva a detecção de mudanças planetárias do solo, especialmente aquelas relacionadas aos efeitos da atividade humana.

O mapeamento apresenta 10 classes de detecção, sendo uma a classe “Cloud” (nuvens) que representa as áreas que não foram classificadas em função da cobertura de nuvens persistente.

Quanto a acurácia do produto, o Impact Observatory ajustou as estimativas de área para cada classe usando a acurácia do usuário calculada a partir da comparação com o conjunto de validação.

Essa abordagem permitiu que o Impact Observatory produzisse um intervalo de confiança de 95% para cada estimativa de área. O modelo atingiu precisão geral de 86% no conjunto de validação.

O detalhamento técnico do trabalho é apresentado na página do produto. Clique aqui e veja!

Primeiras impressões

Como usuária de longa data dos produtos Esri, procurei entender os aspectos listados acima antes de formular qualquer opinião.

De fato, o Esri 10-Meter Land Cover é um produto inovador!

Pode-se dizer que ele reafirma a intenção da Esri de lançar produtos de mapeamento produzidos através de AI e, também, de comercializá-las.

A Deep Learning utilizada no mapeamento estará, em breve, disponível por meio do ArcGis Marketplace.

À primeira vista, em uma análise puramente visual, pode-se dizer que o mapeamento impressiona! Apesar de serem somente 10 classes, a categorização permite a distinção das principais formas de cobertura terrestre.

A classe “Built Area” que contempla as áreas urbanas foi a que mais me impressionou pela proximidade com a realidade. A classe “Water” também é muito assertiva, sendo perceptíveis no mapeamento lagos, rios e represas. Já as classes de vegetação “Trees”, “Grass” e “Flood Vegetation” em alguns momentos se confundem.

Também notei que em áreas de monoculturas que se assemelham a árvores naturais, como eucalipto, café e outros, a classificação variou entre “Crops” (classificação correta) e “Trees” (classificação incorreta).

Excluídos os pontos de atenção listados, o mapeamento é incrível, principalmente pela escala e nível de detalhamento alcançado.

Cidade de Belo Horizonte-MG.

Clique abaixo e veja as novidades do Maior Lançamento da Esri no Brasil, o ArcGIS 2021!

Você também pode gostar:

Site Scan for ArcGIS: Tudo o que você precisa para mapear com drones em uma única aplicação

Criando Locators com ArcPy

Utilizando expressões no Dashboard for ArcGIS

Criação e edição de dados com ArcGIS Pro


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: