Criando uma Base de Dados de Instalações de Transmissão – BDIT com ArcGIS

Alexandre Aleixo

Especialista da Indústria de Energia Elétrica

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), por meio da Resolução Normativa nº 861/2019, estabeleceu o envio das Bases de Dados das Instalações de Transmissão de Energia Elétrica (BDIT), para os detentores de ativos de Rede Básica (RB), que são informações referentes às linhas de transmissão e subestações que compõem o Sistema Interligado Nacional (SIN), sistema esse operado e gerido pelo Operador Nacional do Sistema (ONS).

Recentemente, o ONS concluiu e disponibilizou aos agentes do setor o SGBDIT, que é o Sistema de Gerenciamento do BDIT, e que é responsável pelo recebimento e avaliação das BDITs enviados pelas empresas.

Entretanto, o nível de exigência para as informações a serem enviadas é bastante elevado, com precisão centesimal para os dados georreferenciados (vãos de LT, estruturas, subestações), incluindo dados de altimetria, que permitem ter um panorama bastante preciso dos empreendimentos de transmissão do país.

Essas exigências são devidas aos diversos fins que essa aplicação pode ter, incluindo fiscalização dos ativos em campo, monitoramento remoto, acompanhamento de ações regulatórias e disponibilização das informações de modo abrangente e confiável.

Quais são os desafios das transmissoras no envio da BDIT?

As empresas detentoras de ativos de transmissão podem ter dados de seus empreendimentos de várias maneiras. Desde bancos de dados ou sistemas corporativos, de forma estruturada ou não, em diversos formatos como: planilhas, arquivos CAD (dwg/PLSCADD), shp, kmz, pdf, ou até mesmo em papel, para os empreendimentos mais antigos. E preparar todos esses dados para envio ao ONS é uma tarefa não trivial.

Diante deste cenário, a plataforma ArcGIS é uma ferramenta fundamental na organização, estruturação e validação dos dados geográficos, através da criação de um banco de dados geográfico específico para BDIT, integrado aos sistemas corporativos, ERP e EAM, para garantir a maior acurácia e confiabilidade dos dados. Além disso, o cadastro unificado ainda permite ter a conectividade de informações atribuídas às torres, vãos, subestações e seus derivados em um sistema geoespacial, e ainda outros benefícios que o sistema integrado pode trazer.

O ArcGIS é um software que analisa, visualiza dados e oferece um conjunto de funcionalidades baseadas em geolocalização, sendo um instrumento preciso para proporcionar a organização, estruturação, modelagem e validação dos dados requeridos para a BDIT, independentemente do formato que se encontram.

Leia neste artigo

Descubra o poder das soluções

Preencha o formulário para que um especialista Imagem possa encontrar a solução que você precisa.

4 1 vote
Avalie o Artigo
Acompanhe estes comentários
Me avise sobre

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Faça sua busca

Espere,

Separamos as Principais atualizações do ArcGIS para Você!