O impacto da energia solar nas metas net zero das empresas 

Os diretores de sustentabilidade tiveram um 2022 movimentado e não há sinais de desaceleração. Os desenvolvimentos em nível global e dos EUA – desde aumentos dos preços do petróleo provocados pela guerra na Ucrânia até créditos fiscais de energia renovável na Lei de Redução da Inflação do presidente Biden – estão motivando as empresas a adotar fontes de energia verde, como eólica e solar.

A redução de custos, a busca por resiliência e os compromissos net zero (que envolvem a eliminação ou a compensação das emissões indiretas geradas por toda a cadeia produtiva) estimularam os líderes empresariais a investir em sistemas solares. Até o primeiro semestre de 2022, quase 19 GW de energia solar comercial foram instalados nos EUA, de acordo com a SEIA, a associação comercial nacional para o setor de energia solar. Isso representa cerca de 14% da capacidade solar total do país.

Já o mercado de energia solar no Brasil cresceu 66% em 2022. Ao todo, o Brasil adicionou 9.3 GW em energia solar fotovoltaica, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A tecnologia de sistemas de informação geográfica (SIG) há muito tempo orienta o planejamento de negócios e infraestrutura para empresas que instalam projetos de energia solar e eólica. Os painéis GIS oferecem aos líderes da empresa uma visão operacional única da demanda de energia, planos de desenvolvimento, construção e operações em andamento.

Essa abordagem geográfica pode ser igualmente poderosa na avaliação do potencial solar de um campus corporativo, aeroporto, centro de varejo, fábrica ou pedaço de terra não urbanizado. Agora, os planejadores de negócios podem se inspirar na cidade croata de Koprivnica. Os desenvolvedores de lá criaram um aplicativo GIS que estima o ROI e as contribuições “net zero” dos painéis solares em edifícios em toda a cidade.

O GIS usa a ciência para analisar ângulos solares, cobertura de nuvens, posições do telhado e outros fatores, revelando onde os painéis solares terão o maior impacto nas metas de “net zero” e nos custos de energia.

Otimizando o potencial solar e os resultados

O vídeo abaixo (link na imagem) mostra o aplicativo GIS , da Koprivnica, na prática. Uma vez que um usuário seleciona um local e insere os custos mensais de eletricidade da estrutura, o aplicativo prevê o tamanho do sistema solar necessário para suportar as necessidades de energia do edifício.

O aplicativo também fornece cálculos de investimento, prevendo o custo, economia, período de retorno do investimento e uma estimativa do lucro total que o sistema gerará até o final de seu ciclo de vida.

Tela do aplicativo GIS apresenta telhados selecionados para instalação de painéis solares.

A análise de localização fornece pontos de dados importantes para gerentes de instalações ou diretores de sustentabilidade que podem estar apresentando os benefícios da energia solar para líderes e gerentes de nível executivo. O GIS calcula automaticamente quanto um investimento economizará o proprietário em emissões de dióxido de carbono, e até representa o equivalente a essa redução nas viagens de carro e trem economizadas.

Com essa inteligência de localização, uma empresa pode otimizar a colocação de painéis solares para maximizar ganhos nas metas “net-zero” e economia de custos.

A mesma abordagem geográfica também poderia ajudar os executivos a tomar decisões mais complexas sobre o potencial solar. Embora muitas empresas estejam adotando painéis no local, os painéis solares comerciais externos também estão ganhando força rapidamente e agora respondem por mais da metade de todo o uso comercial.

As empresas de tecnologia – com seus enormes data centers e necessidades de energia descomunais – têm estado na vanguarda da revolução solar, já que muitas estão construindo grandes instalações de armazenamento externo. Até o momento em que este artigo foi escrito, a Meta possui o maior portfólio solar de qualquer empresa nos EUA.

Com o tipo de tecnologia de localização mostrada no vídeo acima, um gerente de instalações ou diretor de sustentabilidade poderia planejar a combinação ideal de painéis solares externos e no local.

Antes de qualquer investimento, os líderes da empresa podem usar um gêmeo digital das operações físicas de uma empresa para prever resultados com base em variáveis como densidade populacional, acesso a linhas de transmissão e presença de espécies ameaçadas.

Muitas camadas de dados, uma imagem operacional

Atualmente, as empresas precisam de tecnologia que possa combinar fluxos de dados e informar a estratégia. O SIG traz considerações geográficas, financeiras e outras em um quadro operacional, revelando os custos e benefícios de investimentos em sustentabilidade, como painéis solares, em diversos setores, como na mineração.

É mais um passo na evolução do GIS. A tecnologia cresceu muito além de suas raízes, organizando pontos em um mapa para se tornar uma fonte essencial de inteligência de localização e suporte à decisão em toda a empresa.

Conteúdo adaptado de John Lenahan, Head de Serviços Comerciais Globais da Esri.

Leia neste artigo

Descubra o poder das soluções

Preencha o formulário para que um especialista Imagem possa encontrar a solução que você precisa.

0 0 votes
Avalie o Artigo
Acompanhe estes comentários
Me avise sobre

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Faça sua busca

Espere,

Separamos as Principais atualizações do ArcGIS para Você!