O setor de mineração é conhecido por realizar atividades bastante complexas. E devido a esse elevado nível de complexidade há uma série de ações que necessitam de cuidados especiais ao longo de sua execução para minimizar o risco de acidente.

A Norma Regulamentadora 22 trata especificamente sobre a segurança no trabalho do setor de Mineração. Segundo sua redação, o principal objetivo desta regulamentação é: “disciplinar os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento da atividade mineira com a busca permanente da segurança e saúde dos trabalhadores.”

As empresas devem tratar a NR-22 como uma aliada para a melhoria de seus processos de forma a possibilitar o máximo de produtividade com o mínimo risco possível.

Dentre os principais riscos existentes aos trabalhadores do setor, temos as possibilidades de acidentes na utilização de maquinários, deslizamentos, explosões, inalação de poeira, contaminação por materiais tóxicos.

Felizmente existem formas de minimizar o risco e preservar a saúde dos colaboradores.

As medidas envolvem capacitação e treinamentos adequados, incentivo ao uso de EPI’s, boa manutenção de equipamentos, monitoramento constante e sobretudo muito apoio tecnológico permeando as ações voltadas ao incremento dos níveis de segurança operacional.

A tecnologia é uma aliada extremamente potente para obtenção de bons resultados relacionados à segurança no setor, uma vez que sistemas computacionais podem ser projetados e dimensionados para auxiliar o trabalhador na execução correta das atividades, acompanhar vistorias de equipamentos e monitorar o uso correto dos EPI’s.

Algoritmos baseados em inteligência artificial podem ser projetados para detecção de situações de risco de forma automática, emitindo alertas sempre que os níveis de segurança atingirem patamares inferiores aos mínimos permitidos para continuidade das atividades, liberando o retorno das operações tão logo o risco esteja cessado.

Por meio de sistemas dotados de inteligência geoespacial, ações individuais podem ser acompanhadas de forma situacional. É possível estabelecer zonas de segurança dentro das quais podem ou não podem ser executadas determinadas atividades de forma a garantir a integridade de todos os envolvidos.

A tecnologia deve ser vista pelo setor de mineração como a maior aliada no cumprimento das regulamentações estabelecidas pela NR-22, uma vez que sua aplicação permite minimizar a possibilidade de acidentes levando à economia vultuosa de recursos financeiros que seriam despendidos com paralisações de atividades, redução da produtividade e eventuais afastamentos de colaboradores por problemas de saúde.

Clique na imagem abaixo e aprofunde ainda mais os seus conhecimentos sobre a ferramenta ideal para uma Gestão de Obras mais eficaz!

Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

Você também pode gostar:

Aplicação de Técnicas de Deep Learn e Pytorch para Censo em Plantio Florestal 90 dias

EBook: Os 25 anos de Geoprocessamento da SEDU / PARANACIDADE

INDI Maps – Plataforma de Site Selection para Atração de Investimentos em Minas Gerais

Planejamento urbano com qualidade para os municípios paranaenses


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: