Estudo de caso: como o geomarketing pode ajudar as empresas de telecomunicações a melhorar a rentabilidade das redes existentes (House Passed-HP)

Marcio José Nogueira

Especialista De Marketing Produtos E Verticais

Revisitando o que foi abordado no artigo “Estratégias de geoprocessamento para ampliar a rentabilidade das redes de Telecom” , vimos que a Inteligência Geográfica pode ser essencial para as empresas de Telecom que desejam ampliar a rentabilidade das redes de forma eficiente e sustentável. E neste contexto, ter as melhores ferramentas pode ser o diferencial para garantir maior rentabilidade aos investimentos realizados.

Neste sentido, destacamos abaixo algumas possibilidades práticas para rentabilização das redes, considerando o uso do ArcGIS e sua extensão Business Analyst.

Uma primeira análise sugerida seria criar visões comparativas entre locais com baixa penetração (HP x HC), alto poder de compra/renda, número de residências e nível de concorrência para definir quais seriam as áreas mais promissoras para realizar uma ação de vendas e rentabilização utilizando uma abordagem Porta a Porta – PAP, por exemplo.

Nesta mesma jornada, adicionar parâmetros populacionais (idade, gênero, nível de escolaridade) para direcionar ofertas associadas a SVAs – Serviços de Valor Agregado mirando, por exemplo, em concentrações de público “gamer” (criando uma inferência a partir da faixa etária) ou um produto educacional a partir do nível de escolaridade.

E se estamos falando em rentabilizar uma rede já existente, não podemos esquecer de incluir na nossa análise os pontos comerciais (B2B e empresarial), pois é um mercado muito importante e que merece ações diferenciadas de abordagem no contexto de rentabilização de redes.

No que diz respeito a blindagem, com o Business Analyst é possível criar análises de forma muito ágil para entender quais clientes estão desposicionados em relação ao preço de um produto e podem ser alvo da concorrência (Churn).

Uma possibilidade é configurar parâmetros para entender quais áreas com determinada renda estão com preços mais altos que uma área com característica semelhante, com a possibilidade de adicionar ainda outros tipos de dados, como por exemplo, o nível de concorrência ou a qualidade da rede nestas áreas.

Essa visão teria como produto final, um painel a ser compartilhado automaticamente com um time de vendas ou uma tabela com áreas e clientes que estão em risco para fazermos ações de blindagem (ofertando produtos) ou reposicionando preços de forma antecipada.

Por fim, cabe destacar que o ArcGIS permite trabalhar de forma integrada, ou seja, além dos exemplos citados, podemos criar painéis para compartilhar e gerenciar as ações, resolver e automatizar outras questões sensíveis para o negócio de Telecom, bem como usar Apps de campo para realizar levantamentos (cadastro de rede, obras, inventário, concorrência, levantamento de mercado) ou mesmo ações de vendas (PAP-Porta a Porta).

Leia neste artigo

Descubra o poder das soluções

Preencha o formulário para que um especialista Imagem possa encontrar a solução que você precisa.

5 1 vote
Avalie o Artigo
Acompanhe estes comentários
Me avise sobre

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Faça sua busca
EU Esri 2024

Antes de sair...

O EU Esri Brasil está chegando!