Dashboard de usinas eólicas onshore: base existente, evolução e perspectivas

Entendendo o que é energia eólica e as características do contexto brasileiro

Thiago Galvão

Geógrafo e Analista de Pesquisa Energética

O Brasil possui uma das matrizes elétricas mais limpas do mundo, com aproximadamente 85% de participação de energia renovável, em que mais da metade corresponde à energia hidráulica. Por outro lado, dada a dimensão continental e recursos naturais do país, outras fontes renováveis têm apresentado crescimento acelerado nas duas últimas décadas, tais como as energias eólica e solar. A Figura 1 mostra a dinâmica de geração de energia nos últimos anos.

Figura 1: Matrizes elétricas de 2013 e 2022, respectivamente (BEN-EPE, 2013; 2022).

Em particular, a energia eólica atualmente responde por aproximadamente 11% da energia elétrica consumida no Brasil com grande potencial de geração ainda ser explorado, seja ambiente marinho (offshore) ou em terra (onshore).

Enquanto as usinas offshore apresentam vantagens na qualidade dos ventos, menor restrição espacial para instalação das torres e pás maiores, as usinas onshore são mais baratas e encontram-se em um ambiente legal já regulado, oferecendo menores incertezas para os investidores.  No caso do Brasil, as usinas onshore representam 100% da produção de energia eólica, até o presente momento.

A Empresa de Pesquisa Energética – EPE

EPE tem por finalidade prestar serviços ao Ministério de Minas e Energia (MME) na área de estudos e pesquisas destinadas a subsidiar o planejamento do setor energético, cobrindo energia elétrica, petróleo e gás natural e seus derivados e biocombustíveis. A EPE é uma empresa pública federal, dependente do Orçamento Geral da União. A empresa foi criada por meio de medida provisória convertida em lei pelo Congresso Nacional – Lei 10.847, de 15 de março de 2004. E a efetivação se deu em um decreto de agosto de 2004.

A EPE foi criada com o objetivo de resgatar a responsabilidade constitucional do Estado nacional em assegurar as bases para o desenvolvimento sustentável da infraestrutura energética do país. A partir de sua criação, a atuação da EPE consolidou-se como parte fundamental de um ciclo de atividades que se inicia com as definições de políticas e diretrizes no âmbito do CNPE – Conselho Nacional de Política Energética e do MME. A partir dessas definições materializam-se os estudos e as pesquisas que irão efetivamente orientar o desenvolvimento do setor energético brasileiro.

Desde sua constituição, a EPE tem participado ativamente das grandes discussões que dizem respeito ao setor energético brasileiro. A Empresa atua no planejamento do setor energético nacional conduzindo os estudos e pesquisas que culminam na construção do conjunto de procedimentos e ações que visam à realização da política necessária ao suprimento de energia.

Utilizando o Dashboard de Usinas Eólicas Onshore

O Dashboard de Usinas Eólica Onshore, desenvolvido pela EPE, consiste em uma ferramenta de apoio a diversos usuários para fins de visualização e consultas acerca dos parques eólicos existentes no Brasil, bem como daqueles em perspectiva.

O ArcGIS Dashboards é uma aplicação que faz parte da família Essential Apps Bundle, disponível no ArcGIS Online e ArcGIS Enterprise.  Por meio do ArcGIS Dashboards é possível carregar informações ao apresentar análises baseadas em localização utilizando visualizações de dados intuitivos e interativos em uma única tela. Cada organização que utiliza a plataforma ArcGIS pode aproveitar o ArcGIS Dashboards para ajudar a tomar decisões, visualizar tendências, monitorar status em tempo real e informar suas comunidades.

Figura 2 – Tela de entrada do Dashboard de Eólicas Onshore.

Segundo os dados de janeiro de 2023 do Sistema de Informações Georreferenciadas do Setor Elétrico – Sigel, o Brasil apresentava as seguintes marcas:

  • 24,1 GW de capacidade instalada;
  • 883 parques eólicos em operação;
  • 328 parques em fase de DRO[1], não iniciados ou em construção; e
  • 52,9 GW em perspectiva.
Animação 1 – Painel interativo com detalhamento dos empreendimentos e respectivos atributos que acompanham os níveis de zoom.

O mapa contido na área central do Dashboard possui outras informações que podem ser ativadas e desativadas pelo usuário, como a consolidação dos dados por unidade da federação, os polígonos dos parques eólicos e dados de aerogeradores.

Animação 2 – O Painel permite a ativação ou desativação de diversas informações presentes no Dashboard.

Essa plataforma possui ainda nota explicativa e glossário, além da aba créditos onde se encontram os links das bases de dados utilizadas.

Aproveite para conferir outro excelente material publicado pela EPE, sobre Usinas Eólicas Offshore clicando aqui.

Conteúdo elaborado por: Bernardo Regis Guimarães de Oliveira, Geógrafo – Analista de Pesquisa Energética da EPE e Thiago Galvão, Geógrafo – Analista de Pesquisa Energética da EPE.

[1] DRO (despacho de registro de requerimento de outorga): ato instituído pela ANEEL por meio da Audiência Pública nº 041/2009 com intuito de facilitar a tramitação das providências necessárias para implantação pelos interessados em instalações de geração antes da emissão do ato de outorga. Não se sobrepõe com as categorias não iniciadas ou em construção.

Leia neste artigo

Descubra o poder das soluções

Preencha o formulário para que um especialista Imagem possa encontrar a solução que você precisa.

5 2 votes
Avalie o Artigo
Acompanhe estes comentários
Me avise sobre

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Faça sua busca
EU Esri 2024

Antes de sair...

O EU Esri Brasil está chegando!