Acompanhe uma jornada completa, em um artigo que é praticamente uma consultoria para um fluxo de análise de negócios, identificação de problemas e aplicação de ferramentas GIS para apoiar o seu cliente ou seus próprios projetos.

Logo após o lançamento do ArcGIS Online lançado em 2015, o olhar da Esri para a plataforma já visava um cenário amplo estruturado em 3 pilares base.

  1. Infraestrutura: onde você encontra os recursos e ferramentas operacionais da plataforma;

  2. Conteúdo: fornecendo várias fontes de dados para que você possa utilizar em seus processos de análise e geração de informações;

  3. Aplicativos: que são as principais ferramentas para que os usuários finais tenham acesso ao conteúdo geográfico de forma simples, ágil e enxergando valor nesta informação.

3 pilares ambiente GIS

Há cinco anos, muitas empresas no Brasil ainda nem tinham ouvido falar em cloud, ou se ouviram, tinham altas restrições a utilizarem este recurso.

Hoje, em pleno 2020, fomos obrigados pela pandemia a acelerar nossa transformação digital e já estamos cogitando seguir nossos trabalhos de forma remota completa ou parcial, e cada vez mais as empresas têm considerado migrar seu ambiente operacional para nuvem, utilizando arquiteturas IaaS (Infrasctructure as a Service), PaaS (Platform as a Service) ou SaaS (Software as a Service).

Isso demonstra que este movimento pensado e vislumbrado no passado pela Esri não diminuiu o ritmo, só tem acelerado a cada ano. Quando surgiu o momento atual de emergência, estávamos preparados para que os recursos geográficos pudessem ser utilizados em nuvem sem impactos para a experiência de uso de quem consome a informação hoje em um ambiente desktop.

Mas e você? Sabe dizer se está utilizando seu ambiente GIS de maneira completa?

Você sabe se está utilizando seu ambiente GIS de maneira completa?

O ArcGIS Online permite a conexão de pessoas, locais e dados utilizando mapas interativos.

Para entender como você está utilizando seus recursos GIS em sua empresa, vamos analisar o cenário de uma empresa fictícia de engenharia executando projetos técnicos para grandes companhias de utilities nas grandes cidades do Brasil, e você leitor será o dono da empresa hoje.

Como parte de um time de engenharia técnica, você geralmente é contratado para suportar as empresas de utilities em atividades de execução de ordens de serviço em campo, gerenciamento de equipes de trabalho, identificação de impactos ecológicos na fauna e flora nas áreas dos projetos, monitoramento e evolução das obras executadas, gerenciamento de custos e tempo de vida dos equipamentos implantados nos projetos de rede, dentre outras atividades, onde o GIS tem alto impacto e influência direta ligando pessoas, locais e dados geográficos.

Seu desafio

Você foi então contratado por uma empresa de saneamento básico que administra cerca de 64 municípios no interior de São Paulo.

O objetivo é fazer sua equipe de consultores apoiar a equipe operacional a executar os trabalhos técnicos diários, visando a expansão de atendimentos, a melhoria nos indicadores de qualidade e a satisfação dos clientes.

Hoje a empresa atende cerca de 80% com abastecimento de água e 60% da com coleta de esgoto da população total (aproximadamente 5 milhões de habitantes) dos municípios em sua área de atuação.

Seus objetivos

Visando melhorar seus indicadores de atendimento, expandir e aprimorar a rede, a empresa procurou sua consultoria para apoiá-la nos seguintes objetivos de negócio:

  • Expandir o atendimento aos serviços de saneamento básico em áreas onde não atendo e existe demanda.

  • Evoluir minha rede substituindo equipamentos antigos e que podem causar perdas ou queda na qualidade de serviço.

  • Monitorar as equipes de engenharia em campo identificando maiores áreas de demanda e monitorando a produtividade do time.

  • Realizar pesquisas de opinião com os clientes para medir a qualidade dos serviços prestados.

  • Divulgar os indicadores para população e para os órgãos de regulação.

  • Compartilhar informações com outras organizações e empresas (prefeituras, gás, energia, telefonia) que operam na mesma área.

  • Conquistar novos clientes graças a qualidade dos serviços.

O cenário atual

Hoje, as equipes técnicas possuem conhecimento sobre GIS, mas utilizam somente os mapas como referencial básico para plotar as plantas de trabalho em campo e mapear as áreas de atuação da empresa.

A equipe possui 5 subscrições de ArcGIS Pro e hoje utilizam como ferramenta de trabalho pessoal em suas estações de trabalho para edição de dados geográficos, que servem de apoio aos mapas de trabalho das demais equipes de engenharia.

Utiliza-se muito papel nas demandas da empresa e existe um índice elevado de retrabalho devido a informações incorretas de cadastro.

A execução

Após estudar cuidadosamente os objetivos de negócio de seu cliente, o cenário atual de trabalho e conhecendo todo poder da geografia e das ferramentas disponíveis no mercado, você identifica algumas oportunidades de melhoria nos fluxos de trabalhos, detalhadas a seguir.

Dados e conteúdo

Todo trabalho de um cientista do onde se inicia com dados.

As informações cadastrais coletadas nos sistemas de registro da empresa vão apoiar toda a atividade de análise e melhorias a serem implementadas nos serviços de saneamento básico oferecidos nos municípios administrados pela empresa.

Para este desafio, você precisará das informações como:

  • Localização dos clientes atuais.

  • Locais nos municípios administrados pela empresa, onde não existe atendimento.

  • Reclamação Registros de reclamações dos clientes.

  • Dados de faturamento e consumo de água.

  • Entre outras informações que apoiem a análise espacial e de negócios.

Adicionalmente, você pode incorporar aos dados da empresa informações socioeconômicas, ambientais, climáticas e que podem apoiar todo o cenário analítico e te dar uma visão de variáveis externas que podem influenciar o negócio de seu cliente.

Você tem a disposição uma série de fontes de dados como IBGE, ANA e IBAMA.

Dentro da plataforma, você pode utilizar os dados existentes no Living Atlas, uma ferramenta que fornece acesso a dados e indicadores de qualidade e relevância mundial.

Living Atlas

Realização de análises espaciais

Uma das atividades primordiais de um analista GIS é realizar análises espaciais, identificar a relação entre variáveis e dados geográficos.

Neste desafio você terá que identificar as áreas potenciais dos municípios administrados pela empresa para que se possa expandir a rede oferecendo o serviço a clientes potenciais e que ainda não possuem abastecimento de água e coleta de esgoto sanitário.

Terá também que analisar problemas reportados pelos consumidores quanto a qualidade dos serviços para identificar áreas em que deve ser feita uma revisão da rede ou avaliação de problemas que possam afetar a qualidade dos serviços.

Usando seu ambiente GIS

Realize análises, identifique padrões, valide casos de estudo
entenda como os dados afetam seu negócio.


Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

Você também pode gostar:

O poder do encontro da análise espacial e da ciência de dados

Entendendo a plataforma ArcGIS

Utility Network aplicado nos setores elétrico e saneamento

A batalha por dados precisos e as pandemias


Operações de campo

Para conhecer seus consumidores e monitorar a realização de atividades de medições ou manutenção em campo, é essencial que se utilizem aplicações que permitam aos gestores acompanhar rapidamente os trabalhos realizados, tendo as informações coletadas de forma ágil em escritório para tomada de decisão, evitando ao máximo o desperdício de recursos e levando ao consumidor final um serviço de qualidade.

Hoje, a empresa realiza a medição de consumo com dispositivos móveis antigos e que não possuem validações integradas, gerando lentidão no processo de leitura mensal, além de que o trabalho de transcrição dos dados é feito manualmente na base corporativa, levando o mês todo para se processar as informações de consumo e faturamento do mês anterior, para que se possa realizar as cobranças aos clientes.

Também são realizadas pesquisas de satisfação com os consumidores em formulários papel, tornando moroso o processo de coleta, análise e tomada de decisão.

Este desperdício de tempo e recursos torna o trabalho menos assertivo e mais caro operacionalmente.

Você demonstra o poder das ferramentas de coleta de dados existentes na plataforma ArcGIS aplicado ao fluxo de forças de trabalho em campo.

A plataforma possui uma suíte completa de aplicativos, chamada de ArcGIS Apps, onde você encontrará aplicações de coleta, formulários dinâmicos, navegação, captura rápida, dentre outras aplicações que podem apoiar a cada atividade de campo aproximando as lideranças da empresa aos clientes e equipes em campo.

Com dados atualizados rapidamente e com alta qualidade, devido a validações prévias realizadas nas aplicações, as decisões estratégicas e operacionais são mais qualificadas e assertivas.

Usando seu ambiente GIS

Aproxime seu negócio de seus clientes e colaboradores,
e tome decisões assertivas e rápidas.

Em reuniões estratégicas das áreas operacionais com a alta direção da empresa, ou ainda com investidores externos ou órgãos de regulação, sempre existe a necessidade de apresentar dados de desempenho, faturamento e qualidade, para demonstrar a saúde operacional da empresa.

Esses trabalhos são realizados através de planilhas e gráficos no Excel, que são apresentados nas reuniões.

Em empresas que trabalham com dados associados a serviços públicos ligados a saúde e qualidade de vida da população, com uma quantidade grande de clientes, as informações e relatórios devem ser atualizadas e estar disponíveis cada vez mais em tempo real.

Para isto, você sugere que os relatórios estratégicos e de acompanhamento sejam construídos utilizando os painéis de indicadores disponíveis na plataforma ArcGIS.

Você pode utilizar o ArcGIS Dashboards e aplicações web de indicadores construídas através do Web Application Builder.

Usando seu ambiente GIS

Story Maps

Existe ainda uma outra modalidade de aplicações que são atrativas para se contar uma história de um projeto ou demanda dentro da empresa, esse é o Story Maps.

Utilizando o Story Maps, um produto dedicado a qualquer usuário, que de forma simples e rápida, pode construir uma aplicação intuitiva, contando uma história combinando mapas, textos narrativos, imagens e outros conteúdos multimídia.

Story Maps

Desta forma seus relatórios operacionais e administrativos
tornam-se vivos e podem ser acessados a qualquer momento.

Hoje as pesquisas com os clientes são realizadas via telefone, e-mail ou pesquisas com equipes de campo utilizando formulários, mas estamos vivendo em uma era digital, onde o acesso à informação é muito rápido, assim como a celulares, redes sociais ou aplicativos de comunicação é amplo.

Porém, a empresa realiza levantamentos de forma lenta, tornando o atendimento ao público moroso e gerando baixa satisfação quanto a qualidade dos serviços e atendimentos devido ao tempo de resposta.

Hoje na plataforma ArcGIS existem diversas APIs de desenvolvimento, disponíveis em ArcGIS Developers, que ampliam o leque de possibilidades para implementação de um atendimento automatizado, criação de chatbots ou fluxos de coleta de dados mais dinâmicos.

Você pode ainda engajar e motivar os consumidores a reportarem problemas e enviar sugestões via formulários inteligentes ou aplicações como o ArcGIS QuickCapture, que permite coletar dados classificados de forma rápida e que auxiliam o processo de análise.

Apps para colaboração

Motive seus consumidores e colaboradores a atualizarem
os dados e reportarem problemas ou sugestões.

Mas como eu posso acessar a todas estas ferramentas se só tenho subscrições do ArcGIS Pro?

Ao adquirir uma subscrição do ArcGIS Pro (ou ArcGIS Desktop) você ganha direito de uso de um perfil de criação de conteúdo (Creator) no ArcGIS Online, ampliando seu poder de uso da plataforma, permitindo criar as soluções citadas acima, apresentando o potencial das soluções para a liderança da área operacional, demonstrando todo o valor e agilidade neste novo fluxo de trabalho.

User types do ArcGIS Online

E chegamos ao fim da consultoria, será que sua missão foi cumprida?

Conhecendo os principais objetivos de negócios do cliente e os 5 principais pilares de atuação do GIS, que podem apoiar a equipe operacional, você pode apresentar para a liderança da equipe de engenharia e operações da empresa de saneamento um Mapa de Valor, demonstrando como atender a cada OKR e como cada solução GIS pode apoiar o negócio.

Veja abaixo como apresentar esta visão:

Mapa de valor.

Combinando este mapa de valor, com demonstrações das aplicações, você, sem dúvidas, mostrará o valor de negócio da plataforma ArcGIS a todos usuários da área operacional, e como ele pode afetar o dia a dia dos colaboradores, aumentando a produtividade.

A equipe que inicialmente tinha a visão de ter adquirido somente um software para trabalho no ambiente local, uma aplicação Desktop, agora amplia sua visão de atuação nas atividades analíticas e técnicas.

Você pode agora ampliar e usar o máximo do seu ambiente GIS!

Neste artigo mostrei somente um caso de estudo para exemplificar o fluxo de análise de negócios, identificação do problema e aplicação das ferramentas da plataforma ArcGIS para apoiar o negócio dos clientes, mas o mesmo fluxo pode ser aplicado a qualquer área de negócio.


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: