Introdução

Seja online ou offline, a definição de estratégias de marketing e vendas baseadas em dados de localização é essencial para alcançar o sucesso.

Isso porque conhecer o lugar onde vai atuar e quais as necessidades dos possíveis compradores pode definir o futuro de um negócio.

Com os avanços no campo da tecnologia, conhecer o mercado ficou muito mais fácil e rápido. A análise inteligente de dados permite, por exemplo, entender as necessidades de uma região e quais seus padrões de compra.

Confira neste artigo o que é geomarketing e quais as vantagens de aplicá-lo na sua empresa.

O que é geomarketing?

O geomarketing, também conhecido como inteligência geográfica, trata-se da análise do público e de uma região em relação às características de localização.

O termo também se refere a todas as estratégias desenvolvidas para vender mais ou expandir os negócios de acordo com a localização de cada indivíduo e suas características.

Com isso, é possível entender o potencial de novos negócios em determinadas áreas, além de criar ações e conteúdos personalizados para atingir seu alvo na hora certa e de forma mais efetiva.

Com a possibilidade de acessar a localização por meio do GPS de celulares, as marcas podem, por exemplo, enviar mensagens para um cliente no momento em que ele passa por um lugar específico ou, até mesmo, na frente da própria loja.

E não é só o uso da localização do smartphone que auxilia na obtenção destes dados de localização: check-ins em estabelecimentos, localização de fotos em redes sociais e hashtags são algumas das informações utilizadas para conhecer melhor o público.

Importância e benefícios da inteligência geográfica?

Uma análise concreta de geomarketing pode auxiliar um negócio a descobrir, de fato, quem é seu público-alvo.

Com informações inteligentes, a empresa consegue entender em que região seu público se encontra, qual sua renda e faixa etária, avaliar a atuação de concorrentes na área, entre outras vantagens.

Além disso, sob a perspectiva do cliente, a demanda por experiências personalizadas tem crescido cada vez mais. Por isso, dados relevantes sobre o consumidor podem se transformar em boas estratégias de venda no futuro.

Na experiência online, o geomarketing auxilia principalmente no engajamento e na relação do público com a marca.

Na experiência offline, é possível mapear pontos de vendas e de distribuição de mercadorias, mapear os concorrentes e entender o potencial para novos negócios em diferentes regiões.

Resumindo, o geomarketing auxilia em aspectos como:

  • Definir o melhor território de venda;

  • Analisar o mercado e os pontos de distribuição de produtos;

  • Precificar produtos;

  • Expansão, fechamento ou abertura de novas unidades de uma empresa;

  • Engajamento e relacionamento com a marca.

Estratégias de geolocalização

Quanto mais informações sobre um possível cliente, mais precisão na hora de definir técnicas eficientes de vendas.

Saber usar os dados a favor do time comercial pode ser um grande diferencial competitivo. Para isso, é preciso colocar o método na prática.

Separamos 6 estratégias de uso da inteligência geográfica e saiba como utilizá-las de acordo com a sua necessidade:

1. Geotagging

O geotagging utiliza a marcação de perfis em postagens nas redes sociais para captar a localização dos usuários.

Toda vez que alguém marca localização em viagens, passeios, restaurantes ou eventos, por exemplo, está utilizando este tipo de recurso.

O compartilhamento de forma natural por parte dos usuários tem um resultado positivo para as marcas.

Por exemplo, quando uma empresa quer atingir um público em um evento específico ou em algum acontecimento temporário, basta atrair este público com alguma novidade ou promoção e ativar a localização da loja mais próxima para que o consumidor tenha acesso ao produto.

Entender o melhor momento para disponibilizar as soluções que atendem às necessidades dos clientes é essencial para essa estratégia.

2. Geotargeting

Geotargeting é, basicamente, segmentar públicos de acordo com sua localização.

Essa estratégia permite que a empresa encontre públicos específicos em determinados lugares ou regiões que quiser. É possível, inclusive, determinar o raio de visualização de um anúncio ou campanha.

Plataformas como Facebook Ads, Instagram e Google Ads disponibilizam ferramentas para que empresas segmentem seus anúncios de acordo com o público da região que desejam atingir.

3. Check-ins

Sempre que um cliente faz marcações de localização nas redes sociais, ou seja, os check-ins, ele está ajudando a dar visibilidade ao negócio no meio digital com divulgação espontânea.

Além disso, este tipo de publicação indica aos outros usuários que o estabelecimento faz parte do círculo social de quem frequenta.

Plataformas como TripAdvisor, por exemplo, permitem que o usuário utilize sua localização para contar suas experiências e dar notas para os hotéis ou estabelecimentos que frequentaram.

Para estimular os clientes a compartilharem suas experiências com sua rede de amigos e, desta forma, aumentar o alcance do estabelecimento visitado, muitas empresas oferecem promoções e benefícios em troca de avaliações nas redes sociais.

4. Geofencing

Os smartphones, por exemplo, ao enviar notificações para avaliar estabelecimentos, informar sobre as condições climáticas de uma região ou de trânsito, está usando o geofencing.

O geofencing é uma tecnologia que utiliza a localização precisa do usuário para disparar mensagens e notificações sempre que o cliente se aproxima do local de venda.

Com ele, é possível configurar um perímetro e manter contato com o consumidor assim que ele entra naquela região. Também há como restringir as comunicações quando o usuário está fora de uma área definida.

5. Geofiltros

Você se lembra dos filtros personalizados utilizados pelo Snapchat para marcar em qual cidade uma pessoa estava?

O app então identificava a localização dos usuários e liberava geofiltros exclusivos com o nome de cidades, festivais ou bairros em que a pessoa estava.

Muitas marcas têm criado geofiltros para que as pessoas possam utilizá-los assim que entram em seus estabelecimentos. Desta maneira, é possível aumentar o alcance e a curiosidade a respeito do local visitado.

6. Personalização de sites

Sempre que navegamos em um site e ele pergunta se pode acessar nossa localização, este portal está usando uma estratégia de geolocalização.

Ao entender a localização do usuário, as páginas podem disponibilizar conteúdos personalizados, como preços de planos por cidade, promoções exclusivas, além do idioma específico de cada país, por exemplo.

Conheça alguns tipos de mapas

O mapa tem como finalidade auxiliar na compreensão de tendências ou padrões dos dados. Colocá-los em um mapa pode ajudar as empresas a responderem questões com maior facilidade.

Entenda como alguns métodos de visualização de mapas podem ser uma excelente maneira de responder dúvidas sobre questões que vão além do espaço geográfico.

Mapas de distribuição de pontos

Os mapas de distribuição de ponto são utilizados para mostrar locais aproximados e clusters visuais de dados. Eles são ideais para visualizar como os locais dos pontos de dados estão distribuídos.

Por exemplo: com os pontos do mapa é possível ver onde ocorrem mais compras de um produto e identificar onde essas compras têm maior incidência.

Mapa de densidade

Os mapas de densidade mostram uma tendência nos clusters de dados visuais. Por exemplo, se você quiser descobrir quais áreas de uma cidade possuem lojas de roupas de alto padrão, pode criar um mapa de densidade e descobrir em quais áreas da cidade este tipo de comércio é mais popular.

Mapa de fluxo

Os mapas de fluxo ajudam a interpretar quais caminhos obtiveram mudanças consideráveis ao longo do tempo. Com eles, é possível rastrear comportamentos e suas transformações ao longo de um período maior.

Mapa em teia de aranha

O mapa em teia de aranha mostra como um local de origem interage com locais de destino. Ele permite conectar caminhos reais de mapas como ruas e estações de metrô para rastrear passeios compartilhados de bicicleta, por exemplo, de um lugar para outro.

Exemplos de aplicação de geomarketing

No varejo, o geomarketing permite, por exemplo, estudar o mercado potencial, verificar a localização dos concorrentes e identificar os hábitos de consumo da população de cada região.

Com isso, é possível entender melhor para quais regiões expandir, onde abrir uma nova loja e, até mesmo, quando é melhor fechar as portas e reabrir em outro lugar.

Entender os consumidores de cada área também é uma forma de saber como precificar e diversificar o mix de produtos e serviços de forma mais eficiente.

Já no ramo da indústria, o geomarketing atua para dar mais força à área comercial das empresas, já que associar a visão espacial ao trabalho de prospecção traz resultados ainda melhores para os negócios.

Ao entender os aspectos geográficos de seus possíveis clientes, a empresa consegue trabalhar de forma muito mais estratégica e eficiente para conquistar o lead.

O geomarketing auxilia também na gestão de território porque possibilita à empresa definir a área de atuação de cada distribuidor e vendedor de acordo com a localização. Assim, cada esforço é melhor aproveitado.

Ferramentas de geomarketing

Com o uso de ferramentas específicas para explorar dados geográficos, é possível potencializar a capacidade analítica de uma empresa e criar estratégias mais eficientes.

Tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning permitem:

  • Acessar dados seguros e atualizados para mapear e analisar regiões, com o objetivo de aprimorar o seu planejamento estratégico de mercado;

  • Localizar concorrentes, informações relevantes e planejar ações em regiões específicas para aumentar seu Market Share;

  • Adquirir insights rápidos sobre o perfil de uma região potencialmente atrativa para negócios e enviar informações precisas para os times de prospecção;

  • Alcançar agilidade logística e tornar a experiência dos consumidores ainda mais rica.

Uma das soluções de Geomarketing mais completas do mercado foi desenvolvida por meio de uma parceria entre a Neoway e a Imagem (distribuidora oficial da Esri no Brasil).

A solução integra a melhor plataforma de GIS (sistema de informação geográfica) e Location Intelligence do mundo, o ArcGIS, a uma base de dados completos e atualizados, disponibilizados pela Neoway.

Com isso, as empresas conseguem fazer análises geográficas avançadas, potencializar sua capacidade analítica e tomar decisões estratégicas mais ágeis e precisas.

Gostou do conteúdo acima? Então você vai adorar o Esri Business Summit 2021, que acontecerá no dia 29 de junho, às 9h. Preencha o formulário abaixo e faça a sua INSCRIÇÃO totalmente GRÁTIS agora mesmo!



Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

Você também pode gostar:

Automatização de processos: Model Builder, Python, ArcGIS Pro e ArcGIS Online

ArcGIS como solução para a organização da BDIT

ArcGIS Field Maps: coleta de dados offline e uso de imagens Sentinel-2

Planejamento urbano com qualidade para os municípios paranaenses


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: