Quando se trata do desenvolvimento e da melhoria da infraestrutura para comunidades de todo o mundo, as tecnologias como GIS e BIM são essenciais. Nos últimos anos, houve uma crescente tendência de permitir uma maior sinergia entre essas plataformas tecnológicas, eliminando as lacunas entre as áreas isoladas tradicionais de planejamento e design.

Especificamente, com a maior integração entre as tecnologias GIS e BIM (conforme anunciado recentemente pela Esri e Autodesk), estamos observando designs otimizados, aprovações aceleradas de projetos, custos reduzidos, cidades mais inteligentes e infraestruturas mais resilientes.

A Cardno — uma empresa global de serviços ambientais e de infraestrutura — é pioneira na integração GIS e BIM no setor de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC).

Hoje, seus esforços foram reconhecidos em nível internacional, à medida que Liz Fulton (Gerente de operações de GIS da Cardno na região Ásia-Pacífico) e Blair Cheyne (Gerente de serviços técnicos globais) subiram ao palco na Esri User Conference, em San Diego, para compartilhar como essa abordagem apoiou seus projetos mais recentes: do desenvolvimento Calderwood de 700 hectares em Southern New South Wales a um complexo esportivo de US$ 22 milhões em Queensland.

Com base nesta apresentação na Esri UC e com todas as informações e notícias que temos sobre a união dessas tecnologias, um novo universo se apresenta ao setor de AEC e se você precisa de provas dos benefícios dessa integração, aqui vão 6…

6 motivos para provar que projetos de AEC precisam de GIS e BIM

  1. A integração GIS e BIM oferece benefícios durante todo o ciclo de vida do projeto
  2. Um dos atrativos da integração GIS e BIM é que ela oferece benefícios durante todo o ciclo de vida do projeto, desde a fase de investigação inicial do local até a fase de design e aprovação e, finalmente, durante a fase de interação com a comunidade e as partes interessadas.

    Na fase de investigação, é possível combinar informações de várias fontes em vários formatos para identificar e analisar, claramente, as restrições ou os possíveis problemas do local. Também é possível realizar modelagem 3D simplificada (baixo nível de detalhes) e planejamento de cenários, a fim de comparar suas opções visualmente antes de aprovar um design.

    Na fase de design, é possível criar uma réplica digital para visualizar precisamente a infraestrutura nas fases principais do desenvolvimento e entender o resultado final criado. Também é possível realizar a detecção visual de interferências (clash detection) dos serviços antes de finalizar a documentação, e confirmar a conformidade do local com as verificações de análise solar e distância do local.

    Na fase de comunicação, a integração GIS e BIM oferece maior colaboração e interação com as partes interessadas. Ela permite que a equipe de entrega de projetos demonstre visualmente a infraestrutura e seus benefícios, o que auxilia na obtenção da aprovação das autoridades por meio de consultas à comunidade, reuniões de conselho e documentação de apoio de engenharia.

    5 motivos para provar que projetos de AEC precisam de GIS e BIM - imagem 1

    A integração também oferece suporte aos objetivos de marketing e vendas, como a ativação de anúncios e publicidade mais envolventes por meio de exibições interativas em 360° ou voos panorâmicos virtuais, oferta de portais da web interativos com reconhecimento de localização e entrega de um componente preciso de realidade virtual.

  3. GIS e BIM oferece mais transparência e assim, as expectativas podem ser gerenciadas com mais eficiência
  4. Usando GIS e BIM para oferecer um design digital realmente preciso e geograficamente relevante de um projeto proposto, há uma clareza absoluta em termos de o que as partes interessadas podem esperar de um projeto.

    As resoluções podem ser obtidas facilmente. A determinação dos custos é mais precisa e os orçamentos são mais fáceis de cumprir, já que há menos espaço para erros ou retrabalho. Também é essencial, à medida que um projeto avança pela fase de design, ter o aspecto do visual do projeto crescendo, para garantir que as partes interessadas possam ser convidadas e integradas ao processo.


    Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

    Veja também:

    5 Mitos e 5 fatos da Integração GIS e BIM

    GIS e BIM: Visualizando prédios antes de construir

    10 ações essenciais para ser um líder de GIS

    Geocodificação e roteamento mais precisos com o StreetMap Premium

    Descomplicando o GIS


  5. A integração GIS e BIM é essencial para estabelecer um ambiente comum de dados
  6. Um ambiente comum de dados (CDE, do inglês Common Data Environment) é um local centralizado para o armazenamento de informações digitais espaciais e não espaciais. Ele permite que os usuários criem, visualizem, analisem, compartilhem e gerenciem essas informações, tudo isso ao mesmo tempo em que mantêm a integridade dos dados.

    Ter essa visualização integrada dos dados permite que os gerentes de projeto e os designers, por exemplo, visualizem e analisem informações de um ponto de vista 3D e revelem novos insights, tendências e relações. Isso é vital para tomar decisões precisas e bem informadas durante todo o ciclo de vida dos projetos.

    Integrar todos os dados de ativos em ambiente federado de BIM, de fato, é uma nova prática recomendada de gerenciamento de dados. Todos os projetos se beneficiam ao ter um ponto único de validação para todos os dados do projeto.

  7. A integração GIS e BIM permite o registro e o uso mais efetivos dos dados
  8. É importante utilizar a tecnologia para obter, criar e registrar dados adequados à finalidade do projeto. Os dados existentes podem ser prontamente disponibilizados sem muita burocracia ou confusão.

    O registro de dados no local pode ser realizado por meio de pesquisas em campo, inspeções aéreas ou usando tecnologias móveis para registro em campo. O registro desses dados e sua inserção em um sistema de design habilitado geoespacialmente permitem que os usuários gerem resultados valiosos instantaneamente, como análises espaciais ou layouts de design avançados.

    Como isso se aplica no mundo real? Em um projeto de urbanização em grande escala, por exemplo, métodos de registro de dados como pesquisas e inspeções aéreas, registro de dados em campo e dados prontos para uso podem ser integrados, gerenciados, analisados e, em seguida, renderizados visualmente para as partes interessadas do projeto. Assim, elas poderão entender e comunicar melhor o que está sendo proposto.

  9. A integração GIS e BIM garante que os sistemas sejam todos geoespacialmente otimizados para melhores resultados de design
  10. Ao integrar suas tecnologias de GIS e BIM, você terá acesso a uma imensidão de insights geográficos ocultos que, de outro modo, teriam passado despercebidos. Você também poderá ter acesso a recursos mais avançados. Especificamente, utilizar a tecnologia GIS durante todo o ciclo de vida do projeto permitirá que você:

    • Garanta que os requisitos de dados e análises de todas as partes interessadas sejam efetivamente atendidos.

    • Acesse ferramentas mais avançadas de conversão e interoperabilidade.

    • Projete uma estrutura para seus dados que seja mais gerenciável e realista que apenas no BIM.

    • Compartilhe dados espaciais em vários formatos e plataformas.

    • Crie ferramentas para permitir que as partes interessadas usem os dados e se beneficiem deles.

  11. A integração GIS e BIM permite uma maior produtividade por meio de colaboração
  12. A entrega inteligente de infraestruturas ou projetos só é possível em um ambiente colaborativo, que permita que todas as disciplinas trabalhem juntas sob um só modelo, independentemente da plataforma ou da ferramenta.

    A maior produtividade é resultado do uso de fluxos de trabalho refinados e expandidos e da obtenção de um maior alinhamento entre as disciplinas, como consequência do compartilhamento dos dados.


Dica do editor: Vídeo da Autodesk explicando tudo sobre GIS e BIM

*Assista uma apresentação de um representante da Autodesk esclarecendo tudo sobre as vantagens da integração de GIS e BIM!


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: