Dica do editor: Webinar Gestão de Ativos na Prática: Lições do setor Elétrico para o Saneamento.

* WEBINAR GRÁTIS: Assista agora o Webinar Gestão de Ativos na Prática: Lições do setor Elétrico para o Saneamento!

A BAR (Base de Ativos Regulatória) se refere ao conjunto de ativos destinados a investimentos prudentes realizados pela empresa. 

A BAR deve conter informações quantitativas e qualitativas referentes às características e especificações técnicas dos ativos, além de diversas outras informações relevantes, como custo, qual o tempo de vida útil, entre outras.

Ela é usada para que, periodicamente, seja feita uma revisão tarifária dentro da empresa. A revisão só é possível se houver um registro adequado do quanto a empresa destinou aos investimentos prudentes, o que exige um controle físico-contábil bastante rigoroso. 

Não ter um bom controle das informações físicas e contábeis dos ativos pode levar a danos como por exemplo:  

  • Falta de visibilidade sobre o tamanho e valor da base de ativos; 

  • Glosas do regulador na revisão tarifária;

  • Perda no valor da tarifa.

Um outro ponto crítico é o encerramento de contratos. No caso de encerramento dos contratos de concessão o valor da indenização ao prestador de serviço que sai é definido pelo valor não amortizado dos investimentos realizados. 

A comprovação do valor residual dos ativos é feita sobre a base conciliada físico-contábil.  

* WEBINAR GRÁTIS: clique e assista agora mesmo o Webinar Gestão de Ativos na Prática: Lições do setor Elétrico para o Saneamento

Mais uma vez, não ter um bom controle das informações físicas e contábeis dos ativos pode levar a falta de visibilidade sobre o tamanho e valor da base de ativos.

Desafios da Gestão da Base de Ativos

É bastante clara a importância da Base de Ativos, mas por quais motivos é tão difícil fazer a gestão?

  • Informações sobre ativos físicos e contábeis vêm de vários sistemas legados;

  • Pelas metodologias de RTP na apuração da BAR, os cadastros físico e contábil devem estar extremamente alinhados;

  • Sobras físicas e sobras contábeis que não possam ser explicadas em tempo hábil são desconsideradas;

  • Essas glosas significam perda possível de centenas de milhões de reais ao longo do ciclo tarifário;

  • Entretanto, o processo de gestão do ciclo de vida de ativos oferece inúmeros pontos de falha.

Veja abaixo um exemplo da falta de planejamento e as consequências diante do problema:

A importância da BAR (Base de Ativos Regulatória)1

Você gostou das informações sobre a Importância da BAR, a Base de Ativos Regulatória? Clique na imagem abaixo e acesse um rico conteúdo sobre Lições do setor Elétrico para o Saneamento:

Fique por dentro de todas as novidades do Portal GEO. Faça grátis sua inscrição!

Veja também:

Desafios, soluções e oportunidades na regulamentação do Saneamento

Como otimizar as atividades de campo em Companhias de Saneamento?

As vantagens das Utilities que usam dados em tempo real

Empresas de Saneamento usam o GIS em resposta à crise do COVID-19


Você gostou desse artigo?

O Portal GEO está sempre trabalhando para trazer novidades, tendências e o que há de melhor em dicas do universo GIS. Clique abaixo e faça sua inscrição gratuita para receber com comodidade todos os nossos artigos, que tenho certeza, vão te apoiar em seu cotidiano profissional e pessoal, te deixando sempre bem informado: